11 3280-4476 | 11 3280-7798 petboxbrasil@petboxbrasil.com.br | Área do Assinante: Entrar | Cadastre-se | Esqueci minha senha
Guarda Compartilhada De Pets

Guarda compartilhada de pets? Entenda o assunto!

Você já ouviu falar em guarda compartilhada de pets? Sim, ela já acontece, embora ainda não exista legislação aprovada sobre o assunto. Segundo a Voz.life, empresa de mediação de conflitos, há um projeto de lei em curso na câmara dos deputados, que busca regulamentar a guarda e visitas aos pets, assim como já existe para os filhos do casal.

Mas, até esse projeto de lei ser aprovado, podem se passar anos. E, se você está passando por uma separação, a boa notícia é que você não precisa aguardar tudo isso para saber o que vai acontecer com seu pet! Você pode optar de imediato por um método de resolução de conflitos!

Você se lembra do quadro do Fantástico chamado “O Conciliador”? Ele é basicamente uma mediação de conflitos e existem empresas especializadas nisso, como a Voz.life.

Entenda: a mediação é uma forma de solução de conflitos, na qual uma terceira pessoa, neutra e imparcial, facilita o diálogo entre as partes, para que elas construam, com autonomia e solidariedade, a melhor solução para o problema.

guarda compartilhada de pets

No caso dos pets, as partes podem conversar sobre a guarda e o direito de visitas. Pode-se até estabelecer uma pensão para o pet e guarda compartilhada para pets!!

Tudo isso pode ser feito em questão de horas sem a necessidade de mover uma ação judicial. Ainda pode-se homologar junto ao juiz ou fazer um registro em cartório para que o título tenha validade de execução.

Ser ser através da mediação, essas situações podem levar anos para se chegar ao fim, sem levar em conta os gastos com advogado.

Como chegar à decisão?

Segundo a Voz.life, os critérios utilizados são os mesmos adotados para os filhos menores. Existem casos em que a guarda é dada à parte que comprovou que o animal lhe dispensava maior afeto e que ela era a responsável pelos cuidados diários. Para a parte contrária, fica o direito das visitas. Nesse caso, é determinada a guarda unilateral.

É possível optar ainda pela guarda compartilhada de pets, onde as responsabilidades e os cuidados são divididos entre o ex-casal. Com previsão de férias e feriados alternados.

O importante é viver a dor no tempo que ela deve ser vivida e não prolongar o sofrimento. Afinal, se a separação é triste para os envolvidos, imagine para o pet, que não entende o porquê, de uma hora a outra, para de ver um dos dois!! 🙁

Tem dúvidas sobre mediação de conflitos e guarda compartilhada de pets? Escreva para a Voz.life: contato@voz.life

Comentários

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *